Banner

⠀

Aparecida: Fiscalização interdita 50 locais que promoviam aglomeração e festas clandestinas no fim de semana


Entre os locais interditados estão motéis, bares, distribuidoras e uma igreja

Com o objetivo de impedir a realização de festas clandestinas e o funcionamento de locais que não são permitidos pela portaria 022/2021, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia realizou neste fim de semana uma força-tarefa de fiscalização que percorreu diversos bairros da cidade. 

Nos dois dias foram visitados mais de 200 pontos entre festas em residências, bares, distribuidoras, restaurantes, igrejas e motéis. A maioria deles foi alvo após denúncia de moradores. Ao todo, 50 locais foram interditados, sete carros com som automotivo foram apreendidos e duas pessoas foram presas.

Dois motéis, segundo os fiscais, foram multados por descumprir a portaria 022 que permite apenas duas pessoas por suíte e promoviam aglomeração. Na sexta-feira, 26, oito suítes excederam a capacidade e o motel recebeu oito multas no valor de R$ 600 cada uma. Na madrugada deste sábado, mais um motel foi multado em R$ 600 por também promover a aglomeração de pessoas em seis suítes. A infração foi enviada para o Ministério Público, por infringir o artigo 268 do Código Penal.


Uma das festas interditadas e que teve um carro de som automotivo apreendido ocorria no Jardim Pampulha. Cerca de 10 pessoas estavam na residência.

Uma igreja no Jardim Tiradentes foi multada e interditada por também estar em desacordo com a portaria 022. Segundo os fiscais haviam cerca de 40 pessoas no local. Pela portaria só é permitida a presença de 20% da capacidade do espaço religioso.

Um bar no setor Garavelo foi interditado e multado por ter pessoas consumindo no local, o que não é permitido pela portaria. Ao todo, 40 pessoas foram multadas pelo não uso de máscara que é obrigatório em Aparecida.

“Nossa intenção é coibir festas clandestinas e funcionamento irregular dos estabelecimentos conforme a portaria 022 que visa reduzir a transmissão da Covid-19 em Aparecida. Por isso realizamos essa força-tarefa com a participação da Guarda Civil Municipal, Secretarias de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMMA), Vigilância Sanitária, Regulação Urbana, Fazenda, Ministério Público e Polícia Civil", destacou o coordenador das operações de fiscalização, Davi Lorero, que pontuou ainda que a fiscalização ocorrerá, além dos finais de semana, também nos dias de semana.



Informações Secom / Fotos: Rodrigo Estrela
__________



Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscreva

Postar um comentário

Comentários