Goiânia: Travesti é condenado a 12 anos de prisão por homicídio

setembro 11, 2019
Vítima foi morta com golpe de faca no peito
O corpo de jurados da 3ª Vara de Crimes Dolosos contra a Vida e Tribunal do Júri de Goiânia acolheu acusação sustentada pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) e condenou o travesti Rafael dos Santos Rodrigues a 12 anos e 6 meses de reclusão, pelo homicídio de Vilmony Mendes Queiros

O crime ocorreu por volta das 4 horas do dia 8 de junho de 2014, no interior de uma boate localizada no Setor Oeste, destinada ao público LGBT

A sessão do Tribunal do Júri, realizada na terça-feira (10/9), foi presidida pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara e contou com a participação do promotor de Justiça Geibson Cândido Martins Rezende e da advogada Gabrielle Nascimento Nogueira.

Na sessão do Tribunal do Júri, o promotor Geibson Cândido requereu a condenação do acusado nos limites da decisão de pronúncia. Rafael Rodrigues foi denunciado por homicídio, com as qualificadoras de motivo fútil e com a utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima. A defesa sustentou a tese absolutória, alegando que o réu agiu em legítima defesa. Subsidiariamente, solicitou a desclassificação para lesão corporal seguida de morte.

Os jurados reconheceram a materialidade do crime e atribuíram a autoria a Rafael Rodrigues, não acataram a tese desclassificatória e reconheceram a qualificadora do recurso que dificultou a defesa da vítima. 

Ao dosar a pena, o juiz Jesseir Coelho de Alcântara entendeu que as consequências do crime são inerentes a este tipo penal, “que é de natureza irreversível, pois com a atitude do réu, a vítima e sua família foram privadas de ter um convívio familiar de harmonia e paz”. A pena deverá ser cumprida , em regime inicialmente fechado, na Penitenciária Odenir Guimarães.

O crime

Rafael Rodrigues, na data do homicídio, estava no interior de uma boate no Setor Oeste, quando a vítima se aproximou, apertou sua nádega e saiu caminhando. Ele foi atrás de Wilmony Queiros e passou a xingá-lo e a apontar o dedo na direção da sua face. Em seguida desferiu dois tapas no rosto dele e o ameaçou. Pessoas que se encontravam na boate separaram os dois e levaram cada um para um lado diferente da casa noturna.

A vítima dirigiu-se para uma mesa de sinuca próxima da porta de entrada e sentou-se ao lado de um amigo. Armado com uma faca, Rafael Rodrigues foi até o local em que Vilmony Queiros estava sentado e desferiu-lhe um golpe no peito, atingindo-lhe o coração. 

Ferido, ele conseguiu dar alguns passos antes de cair, foi arrastado para fora da boate, morrendo alguns minutos depois. O acusado fugiu, mas deixou cair uma bolsa com seus documentos pessoais. Fonte: A C Social do MP-GO
__________




Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscrevam:
Post: Lucieni Soares
Próxima Postagem
« PRÓXIMA
Postagem Anterior
ANTERIOR »

Deixe seu Comentário: