Banner

Senador Canedo inicia nova etapa da Revisão do Plano Diretor


ITCO fez a entrega, oficial, do relatório da primeira etapa, abrindo caminho para iniciar as ações do Plano de Trabalho, segunda parte da Revisão do PDD

A prefeitura de Senador Canedo avançou mais uma etapa na construção do novo Plano Diretor (PDD). O relatório final da Primeira Etapa foi entregue, oficialmente, para a coordenação do PDD e uma cópia encaminhada para o Ministério Público, que acompanha de perto todos os trabalhos executados. O Município finalizou a etapa prévia em junho e, de imediato, iniciou as reuniões para a próxima fase do projeto, que é a etapa do Plano de Trabalho. Ela será capitaneada por um time de especialistas em diversas áreas de atuação e que compõem a equipe do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico do Centro Oeste (ITCO), empresa contratada para prestar consultoria em todas as fases do projeto, junto com técnicos da prefeitura.

Como forma de dar agilidade ao processo, a equipe se reuniu virtualmente para definir as prioridades nesse início da segunda etapa. Os técnicos ligados ao Meio Ambiente, Urbanismo e Mobilidade, Condições de Vida e Governança, entre outros, apresentaram um esboço do trabalho que servirá de guia nesse momento. Para o diretor do ITCO, Selomar Breda, a equipe vai estar atenta às necessidades individuais de cada região, para atender a população da forma mais adequada. “Muitas vezes a gestão está pensando em construir uma praça ou uma quadra de esportes, mas a população espera que ali seja construído uma escola, ou CMEI. Então esse trabalho junto à população vai ser importante para nortear a atuação dos nossos técnicos”, explicou.

Justamente com a finalidade de incluir de forma ativa a participação da sociedade nessa discussão que foi realizado um novo encontro da coordenação do PDD e do ITCO, com a presença do diretor de Assuntos Comunitários da prefeitura, Lucas Rocha. Ele explicou que a Pasta irá fazer a ponte entre a comunidade e a equipe técnica do Plano Diretor. O objetivo é promover um alinhamento entre a necessidade da população e as medidas e ações definidas pelo PDD.

Lucas Rocha será um dos responsáveis, junto com a secretária Vanilda Cardoso, de facilitar as reuniões comunitárias e integrar a população na elaboração do novo Plano Diretor. “Nessa revisão nós daremos voz, de fato, aos cidadãos, aos presidentes de bairros, aos presidentes de ONGs e aos líderes religiosos do nosso município. Consideramos isso importante porque são eles quem convivem diretamente com a comunidade. Então, eles participarão ativamente desse planejamento que será muito positivo para Senador Canedo”, explicou Lucas Rocha.

O diretor do ITCO, Selomar Breda, explicou que essa etapa, Plano de Trabalho, é importante porque é nesse momento que se definirá a forma de trabalho e o cronograma de ações da equipe técnica. “O Plano de Trabalho é um exercício técnico que vai definir a metodologia, o cronograma e identificará todos os atores sociais que participarão da leitura comunitária e do diagnóstico do Plano Diretor, até a construção da Lei”, relatou.

Na ocasião, a coordenação dividiu o município em zonas de atenção, definindo previamente onde poderão ocorrer as reuniões com a comunidade. Também foi possível estabelecer critérios para a participação da sociedade organizada, que será fundamental para o bom andamento do projeto.


O coordenador do grupo técnico do Plano Diretor, Marcos Vinícius, concluiu que está havendo um avanço positivo nos trabalhos realizados pelas equipes da prefeitura e do ITCO. Ele destacou a importância da conformidade entre as ações que vem sendo executadas. Marcos pontuou, ainda, a disposição em reformular o Plano Diretor com o foco, totalmente, nas necessidades do município, atentando para as demandas de cada Região.

“Conseguimos definir alguns detalhes da Etapa do Plano de Trabalho, como o quantitativo de reuniões comunitárias, de forma que abranja todo o perímetro do município, e contemple uma representatividade de todos os bairros e de toda a comunidade. Também fizemos uma predefinição de entidades que precisam participar das reuniões setoriais, onde trataremos de eixos fundamentais para o projeto, que são Mobilidade, Saneamento, ambiental, cultural, governança e urbanismo, explicou Marcos Vinícius.


Por Leandro Arantes

Ver mais sobre Senador Canedo AQUI
__________



Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscreva

Postar um comentário

Comentários