Banner

Senador Canedo: 2ª edição do aluguel social e entrega de escrituras acontece nesta terça-feira


Assim como da primeira vez, nessa etapa mais de 400 famílias serão contempladas com o cartão

Pela segunda vez o programa Pra Ter Onde Morar - aluguel social e Pra Ter Onde Morar - Escritura do governo do estado, beneficiará famílias de Senador Canedo em vulnerabilidade social.

A entrega será realizada na Praça Criativa Central, onde uma estrutura já está sendo montada para receber os beneficiários neste terça-feira, 21, a partir das 9h.

Para a diretora de habitação do município, Conceição Ferreira, esse programa é de suma importância para a população de Senador Canedo. “Toda ajuda é bem-vinda e 350,00 reais faz diferença na hora de pagar um aluguel”, disse.

Além do cartão de aluguel social, a Agência Goiana de Habitação (AGEHAB), fará a entrega de 147 escrituras para moradores da cidade que aguardam o documento há anos.

Pedro Sales, presidente da Agehab, destaca o empenho na análise da documentação de forma célere e responsável, para que o benefício chegue às famílias. “Já ultrapassamos a marca de 22 mil beneficiários convocados para a entrega dos cartões e nossa meta é atender 40 mil famílias. Em parceria com as prefeituras, estamos fazendo um trabalho de orientação para que os interessados possam se inscrever pelo site e mandar a documentação que é essencial para que o cadastro seja aprovado. O Aluguel Social é um programa inovador no país e que dá um suporte para as pessoas num momento em que estamos retomando a economia”, afirma.

Requisitos

O programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social opera com recursos provenientes do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege), coordenado pelo Gabinete de Políticas Sociais (GPS) da Governadoria, dentro do leque Goiás Social. 

Para ser elegível para o programa, é preciso se enquadrar em um dos requisitos: idoso, portador de deficiência, família só com pai ou mãe, moradia improvisada, renda comprometida com aluguel (50%) ou outras dívidas formais (75%), vítima de violência doméstica, nome negativado, ter pleiteado imóvel em programa habitacional da Agehab sem ter sido beneficiado ou receber outro benefício social estadual. Também podem participar bolsistas do Probem e estudantes da UEG.

Ver mais sobre Senador Canedo AQUI
__________



Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscreva

Postar um comentário

Comentários