Banner

Aparecida: Prefeitura leva reforma e manutenção para escolas do município


Unidades receberão revisão completa dos sistemas elétrico e hidráulico


A Prefeitura de Aparecida lançou na sexta-feira, 22, a reforma de duas unidades educacionais do município. Desta vez, serão contempladas as escolas municipais do Jardim Riviera e do Jardim Ipê, beneficiando aproximadamente mil crianças que estudam no Ensino Fundamental.

O prefeito Gustavo Mendanha, o vice Vilmar Mariano, e o secretário municipal da Educação, Divino Gustavo, assinaram a ordem de serviço.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SME), a previsão é de que as obras sejam concluídas no prazo de quatro meses. Nas duas escolas serão investidos cerca de R$ 1,1 milhão, recursos do próprio Tesouro Municipal, destinados ao programa Cuidar de Nossa Escola é Dever de Todos.

Na Escola Municipal Antônio Alves Neto, no Jardim Riviera, onde 860 alunos estudam, será investido o valor de mais de R$ 560 mil. Já na escola Municipal Jardim Ipê o investimento é de R$ 490 mil para a conclusão da reforma. As duas unidades educacionais receberão reparo completo da parte de cobertura e a revisão dos sistemas elétrico e hidráulico, restauração ou substituição de itens danificados, pintura e mobiliários novos.

Foto: Enio Medeiros

O olhar especial que temos pela Educação passa pelos servidores, pelo ensino-aprendizagem das nossas crianças, mas também pelas melhorias que estamos promovendo nas escolas e CMEIs, levando mais conforto e qualidade de vida aos professores, equipe gestora e alunos”, enfatizou Gustavo Mendanha.

Segundo o secretário municipal de Educação, Divino Gustavo, o município vem cumprindo com o seu papel de promover a qualidade do ensino ao levar melhorias às unidades escolares. Adiantou que o programa, desde o seu lançamento em novembro de 2019 já investiu mais de R$ 20 milhões em serviços de reforma e manutenção, e até o final do ano, deverá alcançar outras três instituições educacionais.

A diretora da Escola Municipal Antônio Alves Neto, a professora Elyeth Martins Rodrigues Santos, explicou que a escola tem sofrido muito em períodos de chuva, por conta de problemas no telhado e na parte de escoamento das águas pluviais. “Estamos felizes porque, a partir das reformas, teremos um local mais apropriado para receber nossas crianças”, arrematou.

Por Juliana Fulquim / Secom 



Acesse nosso grupo no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/JBJD6YZE0scBGAqHecmyD6
Conteúdo e Notícias
Leia a descrição

Inscreva-se



Siga nosso Instagram  

Curta a FanPage

Postar um comentário

Comentários