Banner

⠀

Julho Amarelo: Saúde de Aparecida reforça conscientização sobre hepatites virais


Em alusão ao 28 de julho, Dia Mundial de Luta Contra Hepatites Virais, a Secretaria de Saúde realiza, durante todo o mês, uma mobilização para aprimorar ações de conscientização, vigilância, prevenção e controle dessas doenças

A Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia (SMS) realiza, ao longo deste mês, atividades alusivas ao Julho Amarelo de Conscientização das Hepatites Virais. A mobilização, organizada pela Superintendência de Vigilância em Saúde, tem o objetivo de destacar a importância do teste rápido e dos exames sorológicos para as hepatites B e C, aprimorar o fluxo de atendimento, estimular os pacientes diagnosticados a seguirem o tratamento, e, ainda, ampliar o acesso à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento dessas doenças para evitar novas infecções e até o risco de morte.

Nesse sentido, a SMS realizará, também, o 1º Congresso Goiano sobre Micro Eliminação das Hepatites Virais e a V Oficina de Capacitação sobre Hepatites Virais de Aparecida de Goiânia.

O secretário de Saúde Alessandro Magalhães explica que as hepatites virais são doenças inflamatórias do fígado que nem sempre apresentam sintomas e que representam um grave problema de Saúde Pública não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Ele alerta que muitas pessoas não sabem que estão infectadas, portanto, não buscam assistência médica e aí a doença evolui podendo até se tornar crônica.

Perigo mundial

“A Organização Mundial da Saúde (OMS) apontou, em 2017, que anualmente, em todo o planeta, cerca de 1,4 milhão de pessoas morrem por infecção aguda, câncer hepático ou cirrose associadas às hepatites. Antes, em 2010, a instituição já estimava que aproximadamente 57% dos casos de cirrose hepática e 78% dos casos de câncer primário do fígado em todo o mundo estavam associados à infecção pelos vírus das hepatites B e C. É preciso diagnosticar o quanto antes e tratar adequadamente as hepatites virais”, enfatiza Alessandro.

O secretário ressalta que, no Brasil, a taxa de mortalidade da hepatite C pode ser comparada às do HIV e da tuberculose, mas que há tratamento e chances de cura. “Para a hepatite C há cura com medicamentos, já a B não tem cura, mas há uma vacina contra ela no Sistema Único de Saúde.

Sinais de alerta

Alessandro Magalhães ensina que, quando apresentam sintomas, as hepatites mais comuns (causadas pelos vírus A, B e C) causam olhos e pele amarelados, cansaço, febre, mal-estar, tontura, vômitos, dor abdominal, urina escura e fezes claras. Ele ainda destaca que as principais medidas de controle dessas doenças virais e de transmissão sanguínea e sexual são a adoção de medidas preventivas como o uso do preservativos nas relações sexuais e o não compartilhamento de objetos contaminados como seringas e lâminas.

Testagem em Aparecida

A chefe do Programa de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s)/Aids e Hepatites Virais da SMS, Daniele Prates, informa que, em Aparecida, de 2007 a junho de 2021, foram notificados 2.297 casos de hepatites Virais, sendo destes 878 casos confirmados das variedades B e C. “É vital que todas as pessoas sejam testadas pelo menos uma vez na vida para esses tipos de hepatite, e os órgãos internacionais de Saúde defendem a testagem periódica das populações mais vulneráveis. Em Aparecida temos, no ano inteiro, testes rápidos de detecção dos vírus B e C em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) do município”, relata ela.

Daniele também evidencia que “o aumento no número de testes rápidos e na realização de exames sorológicos são estratégias importantes para a ampliação do acesso ao diagnóstico precoce de IST/HIV/Aids e hepatites virais e contribuem para a redução da incidência dessas doenças e dos óbitos causados por elas. É o que estamos fazendo”.

Nesse contexto, a gestora avisa que a SMS está distribuindo materiais educativos para divulgar os testes rápidos para HIV, sífilis e hepatites virais em todas as UBS’s, Centros de Saúde, no Serviço de Assistência Especializada (SAE), no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), no Centro de Testagem e Aconselhamento Itinerante (CTAi) e nos CAIS e UPAs da cidade.

Em cada local, a Secretaria está orientando os profissionais a conversarem com a população para reforçar a conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce e do tratamento das hepatites. Também estão sendo entregues kits contendo folders, preservativos masculinos, preservativos femininos, dispensers de preservativos masculinos e cartazes, bem como cartilhas e adesivos educativos sobre o tema.

Eventos online e de testagem

A mobilização do Julho Amarelo na SMS ainda conta com a realização do 1º Congresso Goiano sobre Micro Eliminação das Hepatites Virais e da V Oficina de Capacitação sobre Hepatites Virais de Aparecida de Goiânia. Devido às restrições impostas pela pandemia, os eventos serão virtuais, via aplicativo Zoom Cloud Meetings, nos próximos dias 26 e 27 de julho, com o apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG), do Laboratório Gilead e da Secretaria Estadual de Saúde (SES). A expectativa da SMS é de capacitar mais de mil profissionais na Oficina.

O público-alvo dos eventos virtuais são enfermeiros, médicos, farmacêuticos, agentes comunitário de Saúde e acadêmicos de diversas categorias profissionais. Os interessados devem realizar as inscrições através do LINK e a emissão de certificados será realizada por solicitação no ato da inscrição.

Programação da Testagem ampliada

Com foco no diagnóstico precoce, serão intensificadas as testagens para hepatites B e C, HIV e sífilis.

No Complexo Prisional, de 20 a 23 de julho, em parceria com a SES, a UFG e o Laboratório Gilead, serão reforçadas essas testagens.

No período diurno de 28 a 30 de julho a SMS realizará ações conjuntas com os postos drive-thru de testagem e de vacinação da Covid-19 para a realização de testes rápidos de hepatites B e C, HIV e sífilis.

Ao mesmo tempo, serão intensificadas essas testagens nas UBS’s, UPA’s e CAIS para todos os usuários, de acordo com as possibilidades de cada local. A testagem também será feita nas clínicas de recuperação da cidade durante todo o mês, e, se necessário, serão estendidas para agosto.

Programa com laboratórios

Neste mês será iniciado o Programa de Testagem Rápida de Infecções Sexualmente Transmissíveis no Município de Aparecida de Goiânia em 4 laboratórios conveniados. O objetivo da iniciativa é o de realizar os testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatite B e C em todas as amostras de sangue coletadas para outros tipos de diagnóstico.

Nesse caso, mesmo sem as solicitações médicas destes testes, basta o paciente ser morador de Aparecida e assinar um termo de consentimento para a realização dos mesmos nas amostras coletadas. Informações Secom 

Ver mais sobre Aparecida AQUI
__________



Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscreva

Postar um comentário

Comentários