Banner

DF: Morre o professor esfaqueado durante roubo em parada de ônibus


O professor Hebert Silva Miguel, 26 anos, estava internado em estado grave

Hebert Silva morreu na noite deste sábado, 07/03. O docente estava internado em estado grave desde a segunda-feira, 02/03, quando foi esfaqueado durante assalto em uma parada de ônibus do Pistão Sul.

O bandido queria o celular da vítima.

O educador saiu de Samambaia e tinha como destino o Novo Gama (GO), no Entorno do DF, onde trabalhava.

O bandido deu duas facadas no abdômen, uma no tórax, duas no ombro esquerdo e uma na cabeça da vítima.

A Polícia Militar prendeu o suspeito logo após o crime e o levou à 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro). Segundo a corporação, o homem foi flagrado correndo na QSD 8.

Janderson Soares do Prado, de 30 anos, já havia sido condenado por furto e cumpria pena em regime de prisão domiciliar.

Os policiais também encontraram uma faca suja de sangue. O acusado parecia estar sob efeito de drogas, ainda de acordo com a PM. Ele já tinha se livrado da camiseta que usava no momento do crime.

Em áudio enviado a grupos de WhatsApp, o pai de Hebert fez um desabafo. “Realmente meu garoto partiu à 18h22. Eu estava com ele, acompanhei tudo, foi tudo assistido e bem humanizado. Ele já não sente mais dor e a maldade deste mundo. Já está nos braços do pai”.

Via informações Metrópoles

[Participe do nosso grupo no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/3Zn5CD2Z2zYDIsQ3g5EsEH]


Inscreva-se


Twitter

InstagramSiga nosso Instagram

Curta a FanPage

Postar um comentário

Comentários