5 dicas para conciliar a maternidade e a vida empresarial

março 10, 2019

Nesse mês de Março, em que se reflete ainda mais sobre o papel das mulheres na sociedade, esse tema precisa também ser debatido

Com o advento da tecnologia no dia a dia, as profissões e as formas de trabalho vem mudando muito. Carreiras antes inexistentes como BI (Bussiness Inteligence), Gerente de SEO, Gamers profissionais, entre outras surgiram. Aumentou o número de pessoas que conseguem fazer home office, compartilhar coworkings e/ou trabalhar da cidade em que for melhor. Assim, a maneira da troca de forças de trabalho vêm mudando e de se acumular capital também.

Todavia, não são todas as áreas que conseguem implantar essas inovações. Ainda há ofícios em que é preciso a presença dos funcionários diariamente em um local, outros exigem uma vestimenta padrão, e por aí vai!

Diante dessas constatações, algumas empresas, principalmente as que ainda precisam seguir horários fixos, vêm implantando melhorias para os seus colaboradores. A fim de mantê-los e aperfeiçoá-los. Afinal é mais fácil treinar um funcionário do que contratar. Essa notícia é muito boa para nós, mulheres, e mães.

O Brasil é conhecido por não apoiar a conciliação entre maternidade e a vida profissional. "Enfrentei muito resistência por ser mulher, mãe de dois filhos, e querer entrar em 2007 no mundo do franchising. Um mercado em que as cadeiras de CEO`s são majoritariamente ocupadas por homens. Mesmo com todas as dificuldades após esses 10 anos consegui consolidar a Minds Idiomas nas 5 regiões do país. Hoje a minha rede de franquias fatura mais de 70 milhões de reais e já são 70 escolas", comemora Leiza Oliveira, CEO da rede Minds English School.

Para ajudar você, mãe, e mulher, a conciliar a sua vida profissional / empreendedora com a criação dos seus filhos, veja 5 dicas para colocar em prática, hoje elaborada pela Leiza Oliveira:

1-Pesquise sobre a empresa em que deseja trabalhar

Estando você, empregada ou não, leia sobre as companhias que valorizam as mulheres. Seja para cargos de chefia, benefícios para os filhos, e a possibilidade de fazer home office. Lembre-se que a sua qualidade de vida depende também do local em que pretende trabalhar.

2-Se for começar um negócio: atente-se a quantidade de horas necessárias para operá-lo

Há muitas franquias\negócios que possibilitam uma renda extra, entretanto cuidado em "abraçar" muitas obrigações. Os seus filhos vão se tornar cidadãos melhores não pelo conforto que você oferece para eles e sim pelos ensinamentos\atenção diários. Se decidir empreender opte por um negócio estruturado e que valorize a maternidade. Na Minds temos condições adaptadas para franqueadas mães.

3-Divida bem o seu tempo

Sei que esse conselho é um dos mais difíceis de seguir. Afinal, imprevistos acontecem e as crianças têm o seu ritmo. Porém, é possível incluir alguns hábitos. Como: acordar e dormir no mesmo horário, comer de forma saudável, e distribuir o tempo de lazer com as crianças. Faça uma planilha, pode ser em excel mesmo, para ter um norte de como está indo com essa mudança.

4-Converse com o seu sócio e\ou gestor

O ideal é ter esse diálogo uma vez por semana. Fale sobre os seus objetivos profissionais, estabeleça as suas prioridades da semana, e se organize. Quando criamos uma direção e a enxergamos fica mais fácil cumprir com o combinado.

5-Aprenda com os seus filhos

Precisamos desmistificar essa ideia de que as crianças prejudicam a vida profissional. Filhos nos ensinam a ter foco, resiliência e alegria. E seja qual for o seu negócio e/ou carreira todos precisam desses três itens para ter sucesso no dia a dia.

Por Leiza Oliveira, mãe de dois filhos, empreendedora, e faz a gestão de mais de 70 escolas de inglês da Minds Idiomas
__________


Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscrevam:

Post: Lucieni Soares
Próxima Postagem
« Próxima
Postagem Anterior
Anterior »

Comente com o Facebook: