Anápolis: Projeto especial de adaptação é desenvolvido pela Secretaria de Educação

outubro 24, 2018

Mudanças são inevitáveis, mas sem causar sustos e traumas

Para suavizar o processo de transição e integrar os alunos à nova realidade, a Secretaria de Educação desenvolve projeto especial de adaptação

A transição da Educação Infantil para o Ensino Fundamental é sempre um momento delicado, cheio de novidades e descobertas. Além da adaptação aos novos espaços, a criança passa também a conhecer novas pessoas de referência dentro da escola e precisa estar socializada com essa nova dinâmica.

Para amenizar as dificuldades que surgem com a mudança de fase, a Secretaria Municipal de Educação desenvolve o projeto Borboleta e, nesta Terça-feira, 23, ele envolveu estudantes do Centro Municipal de Educação Infantil Professora Leonor Marques da Silva e da Escola Municipal Professora Lena Leão.

Os alunos do Jardim 2 do Cmei – que deixarão, em 2019, a educação infantil para ingressar no ensino fundamental - foram recebidos pelos colegas da Escola Lena Leão em uma tarde divertida e cheia de surpresas. A visita monitorada contou, também, com a presença dos pais.

Segundo a professora Franciele da Silva, a facilitação desse processo é fundamental para a plena adaptação das crianças. “A intenção é mostrar para as crianças e pais que essa transição é uma fase natural da vida, sendo necessário, portanto, a quebra de alguns laços que o ambiente lúdico do Cmei proporciona” destacou.

O projeto acontece em diferentes vertentes de atuação, como ações preparatórias na salas de aula com literatura infantil direcionada, orientações aos professores do Ensino Fundamental, questionários que são respondidos pelos pais e atividades diversificadas que proporcionam segurança para que as crianças possam enfrentar esse momento com naturalidade.

As atividades realizadas pelo projeto em 2017 trouxeram resultados significativos para a rápida adaptação dos alunos a esse novo ciclo, é o que conta a gestora da Escola Municipal Professora Lena Leão, Francisca Rosa de Oliveira. “A experiência foi incrível. A impressão que tínhamos era que os alunos já estavam se sentindo em casa, e com certeza esse sentimento reflete diretamente no bom aproveitamento do processo de ensino-aprendizagem”, afirma.

De acordo com o secretário de Educação, Alex Martins, a iniciativa vem ao encontro com os debates que foram levantados na construção da Base Nacional Comum Curricular. “Todos os levantamentos apontaram para a necessidade de que haja equilíbrio entre as mudanças introduzidas no processo de transição, garantindo de forma tranquila e com sensibilidade a integração das crianças”, destaca.

Fonte: Prefeitura de Anápolis
__________



Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscrevam ››https://www.youtube.com/LucieniCriacoes?sub_confirmation=1
Post: Lucieni Soares
Próxima Postagem
« Próxima
Postagem Anterior
Anterior »

Comente com o Facebook: