Temer no programa Silvio Santos

janeiro 29, 2018

Foi ao ar nesse domingo, 28, a participação do presidente Michel Temer no programa Silvio Santos. Na entrevista, Temer ressaltou "a importância das 'colegas de trabalho' sensibilizarem os deputados" para que eles votem a reforma da Previdência. "Colegas de trabalho" é a expressão que Silvio Santos costuma usar quando se refere à sua plateia (que é toda composta por mulheres).

Silvio Santos e o presidente tentaram ser didáticos e traduzir a necessidade da reforma para um público que não está acostumado com o noticiário político e econômico. "Se não aprovarem a Previdência, daqui 2, 3 ou 4 anos não vai ter dinheiro para pagar ninguém", disse o apresentador. O presidente completou dizendo que "se não houver uma reformulação na previdência irá acontecer o que aconteceu em Portugal e na Grécia (países que passaram por crises econômicas profundas nos últimos anos). Ou seja, a dívida previdenciária é tão grande, tão expressiva, que lá (Grécia e Portugal) foi preciso cortar 30%, 40% dos vencimentos dos funcionários públicos”, disse o presidente.

Mais uma vez, Silvio Santos tentou ser didático, explicando que em caso da reforma da Previdência não acontecer quem ganha mil reais pode receber apenas R$ 600. Outro exemplo de didatismo foi quando o apresentador disse que os pais dele não viveram até os 80 anos, mas que agora a expectativa de vida é muito maior – portanto uma reforma na previdência seria necessária. O presidente completou dizendo que no futuro o ser humano vai viver até os 120 anos. Temer ressaltou que a reforma não afetará os mais pobres.


Silvio Santos foi enfático no final e, mais uma vez, repetiu: "Não aprovar a reforma da Previdência não é piada, não é bazófia, se não fizer a reforma não vamos ter dinheiro para pagar os aposentados". Silvio tentou fazer o presidente criticar os deputados que são contra a reforma, mas Temer se esquivou e não fez criticas ao legislativo. O presidente afirmou que quer ser reconhecido pelo seu legado na presidência.

Antes de se despedir, Temer disse que faria com Silvio Santos algo que ele costuma fazer com suas colegas de trabalho. Longe do microfone, o diálogo ficou abafado, parecendo se tratar de algum segredo. O que se viu foi o presidente passando uma nota de R$ 50 para o apresentador (que é o que Silvio Santos costuma fazer com sua plateia ao repetir o bordão: "Quem quer dinheiro").


Estadão
__________


Blog O Centroeste
ENVIE SUA SUGESTÃO DE PAUTA OU DENÚNCIA
Trabalhamos com Assessoria Comunicação, Cobertura Fotográfica & Jornalística
Publicamos Editais, Editoriais, Publieditoriais, artigos e notas
Anuncie Conosco - Acesse o 'Contato' agora mesmo e saiba mais

TWITTER             InstagramSiga nosso Instagram

Curta a FanPage
Próxima Postagem
« Próxima
Postagem Anterior
Anterior »

Comente com o Facebook: