Banner

Projeto do deputado Amilton que pune desvios de recursos da pandemia avança na Alego


O projeto do deputado estadual Amilton Filho que estabelece penalidades administrativas aos agentes públicos que cometerem atos de corrupção e improbidade envolvendo recursos e bens destinados ao enfrentamento de pandemias e calamidades públicas no âmbito estadual foi aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação 
(CCJ) da Assembléia Legislativa de Goiás, durante sessão realizada na terça-feira, 04

Pelo texto, além de perder o cargo ou função pública, o agente público permanecerá 10 anos impedido de ocupar qualquer cargo público no Estado. O infrator deverá pagar multa administrativa equivalente a 10 vezes o valor das multas civis previstas no artigo 12, da Lei de Improbidade Administrativa (Lei Federal nº 8.429, de 2 de junho de 1992), dependendo da natureza da infração.

As punições previstas no projeto de Amilton Filho não eliminam as demais penalidades previstas na Lei de Improbidade Administrativa. Portanto, o agente público que tiver cometido ato de corrupção com recursos destinados ao enfrentamento da pandemia deverá, ainda, ressarcir o erário.

"Além de criminoso, o desvio de recursos que deveriam ser utilizados na saúde pública é desumano. Mostra, ainda, a total falta de comprometimento do agente público infrator com o dinheiro do povo. Como deputado, vou defender com unhas e dentes que os investimentos destinados ao combate da pandemia tenham o destino correto. Lutarei para que o projeto seja aprovado o mais rápido possível", concluiu o deputado estadual Amilton Filho. Via Assessoria 



Participe do nosso grupo no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/85ygW3M11MW0ahX805D59j Notícias da cidade de Anápolis e região

Acesse nosso grupo no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/JBJD6YZE0scBGAqHecmyD6
Conteúdo e Notícias
Leia a descrição

Inscreva-se



Instagram Siga nosso Instagram  

Curta a FanPage

Postar um comentário

Comentários