Banner

Lenha e Álcool Para Cozinhar em Santo Antônio de Goiás

Gledson Ferreira

A cidade de Santo Antônio de Goiás que faz parte da região metropolitana de Goiânia rejeitou um projeto em favor de seus cidadãos, tão importante nesta época de pandemia, apresentado à Câmara pelo Vereador Gledson Ferreira do PSB

A população da cidade está indignada com a rejeição do projeto “Programa Vale Gás” a fim de atender os cidadãos em condições vulneráveis que estejam sem condições de arcar com o custo abusivo que se encontra o botijão de 13 kg de gás GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), neste momento de pandemia em que muitas famílias estão sem renda, pois perderam seus empregos.

O vereador Gledson Ferreira autor do projeto alega que este tem a intenção de minimizar as dificuldades encontradas por cidadãos que necessitam do apoio do poder público e, portanto receberiam este benefício pessoas que estivessem no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

Segundo o Vereador existem pouco mais de 500 famílias cadastradas no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) da cidade, no entanto seria realizada uma triagem destas para que o benefício fosse ofertado e segundo suas estimativas o numero de beneficiados seria muito inferior aos cadastrados existentes.

Este projeto foi apresentado à Câmara e rejeitado pela maioria dos vereadores, que alegaram a falta de recursos, sendo oneroso aos cofres da prefeitura. Os digníssimos vereadores não percebem que tal medida poderia suprir a falta neste momento aos mais necessitados, também minimizaria problemas sociais e de saúde a esta população em um futuro próximo. O veto ao referido projeto poderá acarretar muito mais custos ao município, portanto o que nos salta aos olhos é a falta de comprometimento destes políticos com a sua população.

O “Programa Vale Gás” caso fosse aprovado poderia ajudar muitas famílias da cidade que estão sendo obrigadas a cozinhar na lenha ou mesmo no álcool, trazendo problemas pulmonares ao inalarem a fumaça excessiva bem como queimaduras seja manipulando lenha ou pior ainda o álcool.

Não basta somente a distribuição de cestas básicas como alguns vereadores que foram contra o projeto alegam, pois é necessário dar condições dignas ao cozimento de seus alimentos, afirma o vereador Gledson.

Entretanto projetos foram aprovados no plenário da Câmara em favor da população de sua autoria, dentre eles o “Programa Farmácia Solidária – Farmácia Faz Bem” em que a população pode ceder remédios que não utilizam, mas que estejam dentro da validade, para o município com o objetivo de atender a população carente. Este programa preconiza que todos os critérios do Programa de Gerenciamento de resíduos sólidos (PGRS), sanitários da ANVISA (Agencia Sanitária de Vigilância Sanitária) e médicos do SUS (Sistema Único de Saúde), sejam seguidos sendo coordenado pelo Gabinete da Primeira Dama, com apoio das Secretarias Municipais de Saúde, Educação, Assistência Social e Cidadania, Meio Ambiente e apoio da sociedade.

Gledson Ferreira tem sido um vereador atuante, está em seu segundo mandato tendo como bandeira projetos sociais em defesa dos cidadãos, da população mais vulnerável, bem como na defesa e proteção aos animais. Atualmente conta com mais de uma dezena de projetos de lei de sua iniciativa em vigor para a melhor qualidade de vida de seus cidadãos. Também busca melhoria das condições de atuação à sua ONG em defesa dos animais.

#UseMáscara #DistanciamentoSocial #UseAlcoolEmGel #VigieAAgulha

Por Antonio Oliveira - Colunista O Centroeste

Mais de Antonio Oliveira AQUI



Acesse nosso grupo no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/JBJD6YZE0scBGAqHecmyD6
Conteúdo e Notícias
Leia a descrição

Inscreva-se



Instagram Siga nosso Instagram  

Curta a FanPage

Postar um comentário

Comentários