Banner

Aparecida completa 80 dias de isolamento social intermitente


Aparecida de Goiânia completa 80 dias de isolamento social com redução na taxa de ocupação de leitos, UTIs e de número de mortes diárias

Em 15 de março, quando começou o escalonamento regional, o boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde informava que 94% das UTIs públicas para Covid estavam ocupadas. Na terça-feira, 18 de maio, o boletim informou que a taxa de ocupação é de 35%. Na rede privada, a queda foi de 100% para 68%.

Nas últimas 24 de horas, de acordo com o boletim da SMS de Aparecida, foram registrados três mortes pela doença. Em 15 de março, quando começou o escalonamento regional foram registrados nove óbitos.

“O isolamento social intermitente por escalonamento regional em conjunto com a estratégia da Prefeitura de Aparecida em realizar testagem em massa, monitoramento dos casos ativos e ampliação dos leitos hospitalares faz a cidade ter uma das menores taxas de letalidades do país”, destaca o prefeito Gustavo Mendanha (MDB).

Foto: Claudivino Antunes (Avenida São Paulo - inserida na macrozona da Vila Brasília que fecha às segundas-feiras)

O prefeito de Aparecida ressalta ainda que o bom resultado do escalonamento é fruto do trabalho do Comitê local e da adesão da população. “O modelo de Aparecida foi construído com base na técnica e na ciência e com diálogo com toda a sociedade, sem imposição, sem autoritarismo”, ressalta Mendanha.

Em 1° de março, quando Aparecida fez o isolamento social horizontal em conjunto com as demais cidades da Região Metropolitana, o boletim epidemiológico registrava taxa de ocupação dos leitos de UTIs exclusivos para Covid-19 em 86% na rede pública e 100% na rede privada. Porém, como o cenário não melhorou o Comitê de Aparecida optou por voltar o escalonamento regional em vez de seguir o decreto estadual que propôs o isolamento social de 14 dias abertos e 14 dias fechados.

Na época, o governo estadual utilizou até a Polícia Militar para tentar obrigar os comerciantes a cumprir o decreto estadual, mas Aparecida seguiu o escalonamento regional e nenhum questionamento judicial prosperou.

“O isolamento social intermitente por escalonamento regional segue uma Matriz de Risco, que leva em consideração oito indicadores, e indica quatro cenários de risco. Atualmente, estamos no cenário estável-verde e avaliamos o cenário epidemiológico todos os dias”, conta o secretário de Saúde, Alessandro Magalhães.

O secretário alerta a população, que apesar dos indicadores positivos no momento, a guarda e os cuidados devem permanecer. Informações Secom 
__________



Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscreva

Postar um comentário

Comentários