Banner

Aparecida: Um a cada três testes realizados na última semana foi positivo para Covid-19

Foto: Wigor Vieira

Com índice de positividade em 31,49%, aumento da contaminação preocupa

Desde o início do enfrentamento à pandemia do novo Coronavírus, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia investiu na testagem em massa e já realizou mais de 200 mil exames do tipo RT-PCR, padrão ouro para diagnóstico da Covid-19

A estratégia permite, além de isolar e tratar os doentes de forma precoce, saber como está a circulação do vírus na cidade. E é com base nisso que os gestores da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) alertam: um a cada três testes realizados em Aparecida de Goiânia teve resultado positivo para a Covid-19 na última semana. No início do mês, segundo a pasta, a média de positividade estava na casa dos 20%.

“Observamos aumento na procura dos testes. Isso indica que mais pessoas estão com sintomas e com suspeita de contaminação pelo Sars-Cov-2. Na primeira semana de fevereiro, Aparecida realizou 4.365 testes RT-PCR. Nos últimos sete dias, já foram realizados 7.284. Um aumento de mais de 60% que por si só já nos preocupa”, detalha o secretário Municipal de Saúde, Alessandro Magalhães, que completa: “Quando partimos para a análise do índice de positividade, também observamos um aumento. Na primeira semana do mês, 22% dos testes realizados apresentaram resultado positivo para a Covid-19. Nos últimos sete dias, o índice ficou em 31%, chegando a 36% na última segunda-feira.”

Segundo o superintendente de Atenção à Saúde, Gustavo Assunção, os números servem de alerta à população: “a pandemia não acabou. As pessoas estão baixando a guarda, fazendo aglomerações e se descuidando. Essas atitudes refletem diretamente na sobrecarga das unidades de Saúde de Aparecida”. Sobre a alta demanda por leitos, o superintendente de Regulação, Avaliação e Controle da Secretaria, Luciano de Moura, destaca: “Hoje, nosso índice de ocupação dos leitos de UTI na rede pública exclusivos para a Covid-19 é 79%. Taxa preocupante”.

A superintendente de Vigilância em Saúde, Daniela Ribeiro, relata que muitos pacientes acham que por ter iniciado a Campanha de Vacinação contra a Covid-19, a pandemia já foi controlada: “O início da imunização nos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde não põe fim à pandemia. Precisamos aprender a conviver com o Coronavírus da forma mais segura possível para o momento. Todos devem agir de maneira responsável mantendo o distanciamento social, o uso de máscaras, a higienização das mãos e a ventilação de ambientes internos, independentemente da pessoa ter sido vacinada ou não”.

Estratégias

Desde o início da pandemia, em março de 2020, a Prefeitura tem realizado ações de combate e controle da pandemia na cidade. Para isso, implantou logo de imediato, o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus, composto por membros do Executivo, Legislativo, Judiciário e representantes da sociedade civil organizada. É esse órgão colegiado que decide as estratégias da cidade, pautado em evidências científicas e diálogo com diferentes setores sociais.

Até o momento, as regras do Comitê apontam que caso aumente o índice de transmissão, atualmente em 1,2 e a taxa de ocupação de leitos fique acima de 70% por três dias consecutivos, o órgão pode decretar medidas mais restritivas para conter o avanço. Informações via Secom
__________



Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscreva

Postar um comentário

Comentários