Banner

Governo de Goiás leva cursos rápidos e Programa Mais Empregos a Região Oeste de Goiânia


Meta é atender até 12 de fevereiro mais de 1,6 mil famílias de baixa renda do residencial com aulas de capacitação e profissionalização, encaminhamento ao emprego, crédito para abertura de negócios e consultoria para incentivo ao empreendedorismo

Ação comandada pela Secretaria da Retomada conta com participação da Agehab, Gabinete de Políticas Sociais (GPS), OVG, Goiás Fomento e Sebrae

O Governo de Goiás levou os serviços sociais do Programa Mais Empregos e de parceiros a moradores do Residencial Nelson Mandela, no Bairro Vera Cruz, região Oeste de Goiânia, neste sábado, 30/1.

As 1.616 famílias do conjunto habitacional têm acesso, mediante agendamento para evitar aglomeração, a cursos rápidos, cadastro e encaminhamento de vagas de trabalho, consultoria de planejamento, acesso a microcrédito, incentivo ao empreendedorismo e cadastro de gestantes para recebimento de kits de enxoval de bebês.

A ação da Secretaria da Retomada é realizada em parceria com o Gabinete de Políticas Sociais (GPS), Agência Goiana de Habitação (Agehab), Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Goiás Fomento e Sebrae.

O secretário da Retomada, César Moura, destacou que os moradores têm a chance de sair empregados ou empreendedores. “São três mil vagas à disposição para quem tiver qualificação. E para quem precisa de qualificação, estamos com apoio do Sebrae trazendo os cursos e também crédito com a GoiásFomento”, salientou. Moura destacou ainda que toda a equipe do Governo de Goiás estava no local com a missão de levar a preocupação do governador Ronaldo Caiado de preparar os goianos para o emprego.

O presidente da Agehab, Lucas Fernandes, destacou que o trabalho integrado é uma das prerrogativas da gestão do governador Ronaldo Caiado. “O Governo de Goiás, em parceria com o Governo Federal viabilizou as moradias. E agora está promovendo esta ação para qualificar os moradores para o mercado de trabalho e geração de renda, oferecendo inclusive empréstimo para abertura de pequenos negócios”, disse Fernandes.

O presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar, salientou que está sendo colocado à disposição linhas de crédito com taxas de juros subsidiadas para quem queira montar ou ampliar o próprio negócio. “A GoiásFomento participa com muito orgulho desse evento do Governo do Estado, ao lado da Secretaria da Retomada, oferecendo linhas de crédito com taxas de juros subsidiadas para as pessoas vocacionadas ao empreendedorismo. Quem procura a GoiásFomento para obtenção do crédito e por meio de uma parceria com o Sebrae ela recebe uma consultoria, um treinamento gratuito e se habilita para adquirir o crédito e começar o seu próprio negócio”, comentou Aguiar.

Secretário César Moura (Retomada) e presidentes Lucas Fernandes (Agehab) e Rivael Aguiar (GoiásFomento)

Informada pela síndica de seu condomínio, a artesã Nesa Francisca de Brito, 47 anos, auxiliar de produção e afastada do trabalho desde outubro último por causa de um acidente, foi até o local de atendimento para fazer os cursos de confeitagem e boas práticas de produção de alimentos. Moradora do Residencial Nelson Mandela há quatro anos, ela conta que é chefe de família e sonha em montar o próprio negócio. “Vou fazer esse curso, que será muito útil para complementar minha renda. Também vou fazer uma consulta ao Sebrae sobre como montar um negócio com artesanato. Vou ver como é essa questão do crédito que estão oferecendo aqui”, contou animada a artesã.

Nesa Francisca

A equipe de assistentes sociais da Agehab, que já atua com trabalho social no Residencial Nelson Mandela, mobiliza e encaminha as famílias para inscrição nos vários cursos e serviços oferecidos. 

Foram instalados no condomínio duas unidades do Cotec Móvel, que são contêiners equipados para os cursos, obedecendo todas as normas de sanitização e distanciamento no combate à pandemia do coronavírus.

O Residencial

Construído pelo Governo de Goiás, por meio da Agehab, em parceria com o governo federal, o Residencial Nelson Mandela abriga uma população de aproximadamente 6,5 mil moradores, uma pequena cidade distribuída em 20 condomínios, com 101 blocos de quatro pavimentos. As famílias são da faixa 1 de renda do antigo Programa Minha Casa Minha Vida, substituído pelo programa Casa Verde e Amarela, com renda de até R$ 1,8 mil. Os moradores integram a parcela da população mais vulnerável, público-alvo do Programa Mais Empregos: trabalhadores informais, pessoas desempregadas que buscam qualificação e reinserção no mercado de trabalho e também empreender.

Além dos cursos de capacitação e qualificação, quem procura atendimento do Mais Empregos é encaminhado para vagas de trabalho. Este foi o atendimento buscado pelo padeiro Guilherme Alves de Oliveira, desempregado há um mês. Casado com Laís Lima, operadora de caixa também desempregada, e pai de Davi, de quatro anos e de Luna, de três meses, Guilherme conta que precisa arrumar outra colocação rápido para bancar o sustento da família. “Muito bom um serviço desses bater na nossa porta. Estou com muita esperança de conseguir um emprego, pois tenho qualificação”, contou o padeiro, que mora no residencial há dois anos.

A Agehab realiza trabalho social com as famílias do Residencial Nelson Mandela, pós entrega do empreendimento, como parte dos serviços contratados com a Caixa Econômica Federal de promoção da autonomia comunitária e geração de emprego e renda para as famílias. O objetivo é criar oportunidades para que os moradores se fixem mais facilmente no local, criando vínculos comunitários e valorização da conquista da casa própria.

O presidente da Agehab, Lucas Fernandes, frisa que o governador Ronaldo Caiado, por meio da Secretaria da Retomada e das pastas e órgãos que integram essas ações, está empenhado em criar condições para o fortalecimento da economia, gerando emprego e renda em todas as regiões do Estado. “A Agehab faz parte deste esforço, que tem trazido excelentes resultados. O trabalho social que desenvolvemos com as famílias do Residencial Nelson Mandela ganha agora outra dimensão, abrindo inúmeras oportunidades para as famílias. Essa participação do Estado, com a integração promovida pela Secretaria da Retomada, é fundamental nesse momento que enfrentamos uma pandemia, que atingiu de forma muito mais dura as famílias de maior vulnerabilidade social”, salienta Lucas Fernandes.

Cursos

São oferecidos para a comunidade do residencial os seguintes cursos: Boas práticas em manipulação de alimentos, criatividade para impulsionamento de negócios, confeitagem de bolos, introdução à panificação, excelência em atendimento com foco do cliente e transformando ideias em negócios.

Os cursos vão até 12 de fevereiro. Para inscrição, é necessário apresentar CPF, RG ou certidão de nascimento, comprovante de endereço e de escolaridade. Já os atendimentos do Sine, Sebrae e GoiásFomento são por agendamento. A ação segue todos os protocolos de segurança contra o coronavírus. É obrigatório o uso de máscara e respeitar o distanciamento físico.

Agehab / Secretaria da Retomada – Governo de Goiás / Fotos: Léo Iran e Cida Almeida



Acesse nosso grupo no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/JBJD6YZE0scBGAqHecmyD6
Conteúdo e Notícias
Leia a descrição

Inscreva-se



Instagram Siga nosso Instagram  

Curta a FanPage

Postar um comentário

Comentários