Banner

Goiânia escolhe Maguito Vilela

Por Antonio Oliveira


Neste domingo, 29 de novembro, as urnas deram resultado favorável a Maguito Vilela, que se torna prefeito de Goiânia mesmo estando acamado e inconsciente com 52,60% dos votos válidos contra 47,40% de Vanderlan Cardoso

O segundo turno teve maior número de abstenção em relação ao primeiro, o que já era esperado devido à falta de interesse dos eleitores para com os candidatos.

No primeiro turno a abstenção fora de 30,72% correspondente a 298.362 eleitores. Já neste segundo turno houve um aumento de 6,03% de faltas das urnas chegando a mais de 1/3 do eleitorado, ou seja, 36,75%, o que corresponde a 356.949 de eleitores que renunciaram ao direito de ir às urnas para exercer o direito democrático em escolher seu governante. E, portanto se torna numero recorde que ultrapassa o resultado de quem ganhou as eleições para comandar a cidade pelos próximos 4 anos.

Todavia das pessoas que resolveram ir às urnas 14,12%, ou seja, 86.739 eleitores deixaram seu recado através do voto nulo ou branco. Desta feita é preciso estar atento ao que as urnas têm a falar aos políticos através dos números, pois pode ser muito importante para mapear a postura de quem vai governar e de quem ficou para trás neste pleito.

Óbvio que temos o quadro de pandemia existente com a Covid-19, em que muitos não foram às urnas por não se encontrarem seguros, apesar de todos os procedimentos tomados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), entretanto neste segundo turno a abstenção aumentou significativamente em relação ao primeiro turno.

Logo o candidato vencedor não sai desta eleição com maioria tão expressiva quanto algumas pesquisas estavam alardeando, pois a diferença entre os postulantes foi de 5,20% dos votos válidos, ou seja, uma diferença de 27.461 votos.

Contudo Vanderlan Cardoso que teve uma campanha em declínio desde o começo da veiculação na mídia, quase conseguiu superar seu oponente tendo sido votado por 250.036 eleitores contra 277.497 para Maguito Vilela.

Desta feita temos um novo prefeito para Goiânia, com continuidade do MDB de Iris Rezende, para o próximo pleito, nos resta acreditar que Maguito possa se recuperar para assumir seu posto em Janeiro. Afinal o eleitor acreditou em sua recuperação para ter depositado nas urnas seu voto.

Portanto tudo aquilo que foi promessa na campanha encampada pelo presidente do partido e por vídeos gravados previamente a internação do agora prefeito, seja realidade e não retórica eleitoreira.

Mais de Antonio Oliveira AQUI 


Acesse nosso grupo no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/JBJD6YZE0scBGAqHecmyD6
Conteúdo e Notícias
Leia a descrição

Inscreva-se



Instagram Siga nosso Instagram  

Curta a FanPage

Postar um comentário

Comentários