Banner

Jataí: corpo de criança é localizado em cisterna; pais são suspeitos


Os policiais civis do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da cidade de Jataí prenderam em flagrante, na tarde da quinta-feira, dia 09, um casal da cidade de Tabaporã (MT)

O casal é investigado na cidade do Mato Grosso pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver da própria filha, uma criança de apenas seis meses de idade. O fato aconteceu no último dia 27 de dezembro, o casal fugiu para Goiás 2 dias depois do crime.

Após compartilhamento de informações entre o GIH de Jataí e a Polícia Civil de Mato Grosso, foram feitas diligências em uma área de assentamento, na zona rural do município goiano, ocasião em que os suspeitos foram presos e autuados em flagrante por ocultação de cadáver.

Graças à prisão, o corpo da criança foi encontrado.

Durante o interrogatório, o investigado informou onde o corpo da criança havia sido ocultado. O cadáver estava dentro de uma espécie de cisterna, em uma chácara. 

Depois de localizado, as buscas que estavam sendo feitas pelos Bombeiros no rio Sereno, local onde foi encontrado o carrinho da criança, e se suspeitava que eles haviam ocultado o cadáver, foram encerradas. 

O homem disse que a criança teria morrido acidentalmente após ele ter medicado ela com um remédio e, segundo ele, esse medicamento teria feito uma reação contrária e disso teria ocorrido o óbito dela. Depois disso, sem saber o que fazer, ele acabou ocultando o corpo da criança”, disse o delegado Agnaldo Coelho.

Já a mãe, de 25 anos, disse à polícia que não estava presente no momento da morte da criança, pois tinha ido buscar um remédio e, quando voltou, o marido já tinha ocultado o corpo.

Pais já eram investigados por maus-tratos à criança.

Os investigados foram encaminhados para a Unidade Prisional de Jataí, onde permanecem à disposição do Poder Judiciário, eles serão levados para o Mato Grosso, onde aconteceu o crime. Delegado responsável: Agnaldo Coelho. Fonte: Polícia Civil
__________




Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscrevam:
Post: Lucieni Soares

Postar um comentário

Comentários