Goiânia: Saúde sexual é tema do Saúde na Praça do HGG

setembro 05, 2019

Em alusão ao Dia do Sexo, 6 de setembro, o projeto da unidade da SES-GO promove orientações para a população, na Praça Abrão Rassi

No Dia do Sexo, comemorado em 6 de setembro, o Hospital Estadual Alberto Rassi (HGG) realiza uma edição especial do projeto Saúde na Praça.

Entre 7 e 12 horas, os profissionais do Núcleo de Orientação Interdisciplinar em Sexualidade (Nois) do hospital estarão tirando dúvidas da população sobre indicação de prótese peniana, relação sexual dolorosa, desejo hipoativo orgânico e psicológico, ejaculação precoce, disfunção erétil, entre outros.

Demais serviços gratuitos serão oferecidos, como aferição de pressão e testes de glicemia, na Praça Abrão Rassi, em frente ao HGG, unidade da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO).


A ginecologista e coordenadora do Nois, Sandra Portela, explica que problemas de saúde não tratados corretamente podem acarretar problemas sexuais. “Muitos homens que passaram em nosso ambulatório estavam com problemas de disfunção erétil devido ao diabetes, hipertensão e colesterol e começaram a se cuidar mais, por entenderem que aquela patologia que eles tinham estava causando o problema sexual. E se eles cuidassem da saúde como um todo, poderiam melhorar a saúde sexual”, exemplificou a médica.

O principal objetivo da ação, de acordo com a coordenadora, é informar a população que existe o serviço do HGG que orienta sobre problemas sexuais e é oferecido pelo SUS. “O Nois conta com uma equipe multiprofissional que oferece atendimento integral a homens e mulheres. O atendimento é via Sistema Único de Saúde”.

Reflexos positivos

Confira alguns dos principais benefícios de uma vida sexual ativa e saudável, para homens e mulheres:

– Diminui o estresse – O prazer associado ao sexo e às relações afetivas causa maior estabilidade emocional. Com isso, os níveis de estresse tendem a diminuir. O cortisol, conhecido como hormônio do estresse, também tem sua produção reduzida, conforme explica um estudo escocês publicado na revista Biological Psychology.

– Melhora o sono – O relaxamento que o orgasmo traz contribui para a melhora do sono e não apenas nos dias em que houver sexo. A reação tem efeito prolongado, devido à ação dos neurotransmissores, que passam a agir no organismo com mais regularidade e numa quantidade maior.

– Queima calorias – Segundo a Associação Americana de Educadores e Terapeutas Sexuais, meia hora de sexo queima, em média, 85 calorias.

– Fortalece os ossos – Uma frequência regular de relações sexuais aumenta o nível de estrogênio no organismo. O hormônio feminino tem efeito protetor na saúde óssea, especialmente em mulheres que estão ou já passaram da menopausa.

– Melhora o aspecto da pele – Estudo realizado pela Universidade Queens, no Reino Unido, aponta que o orgasmo libera hormônios ligados ao brilho e à textura da pele e dos cabelos. Além disso, a vasodilatação e o aumento da temperatura corporal causados pela atividade sexual contribuem para uma pele mais viçosa.

– Aumenta a imunidade – Um estudo feito pela Wilkes University, nos Estados Unidos, mostra que uma vida sexual ativa aumenta os níveis de um anticorpo responsável pela proteção do organismo contra infecções, gripes e resfriados.

– Ajuda a envelhecer melhor – Um estudo da Universidade da Califórnia (EUA) mostra que mulheres que fazem sexo com regularidade têm uma velhice mais tranquila. Os pesquisadores concluíram que uma rotina sexual ativa após os 60 anos contribui para a qualidade de vida e a felicidade.

SERVIÇO
O que: Saúde na Praça com orientações sobre saúde sexual
Quando: sexta-feira, 6 de setembro
Horário: das 7 às 12 horas
Onde: Praça Abrão Rassi – Em frente ao HGG
Fonte: Pamella Cardoso, do Idtech/ SES
__________




Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscrevam:
Post: Lucieni Soares
Próxima Postagem
« PRÓXIMA
Postagem Anterior
ANTERIOR »

Deixe seu Comentário: