Senador Canedo: Projeto “Pipa sem Cerol” garante segurança na brincadeira

julho 27, 2019

Nesta época do ano, marcante pelos ventos fortes, é muito comum crianças e adolescentes brincarem com pipa

Porém, o que seria uma brincadeira inocente pode se tornar perigosa com o uso de cerol e linhas chilenas. 

Pensando na orientação e conscientização da comunidade, a Prefeitura de Senador Canedo, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Mobilidade Urbana, criou o Projeto “Pipa sem Cerol”, que por meio, da Guarda Municipal, Superintendência Municipal de Trânsito, Polícia Militar e Conselho Tutelar percorrem a cidade para orientar e apreender as linhas com cerol ou chilenas, evitando acidentes e mortes.

O uso do cerol e da linha chilena é proibido em todo o estado, e atribui responsabilidades cível e criminal aos responsáveis pelos danos causados. 

A lei municipal, nº 2.041/2017, é um pouco mais rígida, e puni não só o uso, mas a produção, comercialização, armazenamento, transporte e distribuição do cerol, linha chilena ou qualquer material cortante utilizado na linha de empinar pipas.

Quem utiliza o cerol pode ser responsabilizado por lesão corporal culposa e perigo para a vida ou saúde de outros. A pena varia de dois meses a 1 ano de prisão.

Divirta sem riscos

A brincadeira de empinar pipas é feita geralmente nas ruas, o que pode causar acidentes. É aconselhável que essa prática seja realizada em locais abertos, longe de fiações e do trânsito, como praças, campos de futebol e parques.

Caso uma pipa se enrosque em um fio elétrico pode causar choques fatais, além do uso da pipa durante o período chuvoso, pois o brinquedo pode funcionar como um para-raios, atraindo o raio para a pipa. Fonte: Prefeitura de Senador Canedo
__________
Publicidade
Publicidade




Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscrevam:
Post: Lucieni Soares
Próxima Postagem
« PRÓXIMA
Postagem Anterior
ANTERIOR »

Deixe seu Comentário: