Rio Verde: Entregue nova Casa de Prisão Provisória

maio 27, 2019

A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (Dgap) recebeu na última quinta, dia 23, a nova Casa de Prisão Provisória (CPP) de Rio Verde, unidade pertencente à 6ª Regional Prisional Sudoeste

A obra contou com parceria do Conselho da Comunidade em Execução Penal, do Poder Judiciário e da Prefeitura Municipal, com mão-de-obra de 15 reeducandos do regime semiaberto.

Além dos labores realizados pelos detentos, a Dgap também forneceu 95% dos blocos para a construção do novo presídio. Os materiais foram produzidos por custodiados do regime fechado. “Todos os reeducandos envolvidos na obra foram remunerados e beneficiados com a remição da pena por tempo de trabalho, em conformidade com o artigo 126, da Lei de Execução Penal”, informou Vildebal Alves, diretor Regional.

A obra foi construída em parceria com a Prefeitura Municipal de Rio Verde, o Conselho da Comunidade na Execução Penal da Comarca, o Ministério Público, o Tribunal de Justiça e a Associação Comercial e Industrial de Rio Verde.

Para o diretor geral coronel Wellington Uzêda, a nova CPP visa aumentar a segurança pública, medida que beneficiará a sociedade como um todo. 

O diretor geral ressalta que “são 292 vagas existentes e outras 60 aprovadas já estão construídas no fundo, isso vai trazer segurança para a sociedade da região, além de proporcionar maior qualidade de vida aos servidores melhorando o ambiente de trabalho com segurança e efetivando maior dignidade aos detentos”, ressalta.


A nova unidade compõe uma série de medidas instauradas por diretrizes governamentais instituídas pelo governador Ronaldo Caiado que objetivam o melhor controle dos estabelecimentos carcerários e maior ressocialização e reinserção social dos detentos. “A Prefeitura Municipal, por meio do prefeito Paulo do Vale, está colaborando para ampliar a ressocialização, oferecendo ao preso a oportunidade de estudar e melhores condições para aprender uma nova profissão para que, ao término do cumprimento da pena, ele possa sustentar a família com o próprio labor”, afirma Urzeda.

Com a nova estrutura vai ser possível ampliar projetos já ativos e ações que garantam retornos positivos à sociedade e mantenham a ordem e disciplina no presídio, afirma o diretor da CPP, Adriano Pereira . “Atualmente a CPP conta com uma fábrica de customização de chinelos, com produção destinada e doada a creches, colégios, hospitais e a instituições filantrópicas, e além dessas atividades os reeducandos participam de cursos de gestão oferecidos em parceria com a Faculdade Fan-Padrão. Com a nova unidade vai ser possível ampliar todos esses projetos”, conclui o diretor.

A utilização da mão de obra carcerária para execução dos trabalhos faz parte das políticas de reintegração social da Dgap e vão ao encontro das diretrizes do Governo de Goiás e da SSP-GO.

Durante a solenidade foram entregues: 12 carabinas (ctt 40) e 800 munições.

Fonte: Comunicação Setorial Dgap
__________


Para ver mais vídeos do Canal da Lucieni, se inscrevam:

Post: Lucieni Soares
Próxima Postagem
« PRÓXIMA
Postagem Anterior
ANTERIOR »

Comente com o Facebook: