Relembrando Entrevista com Júnior Jr

8.11.16

Sergio Lima: Faça um breve resumo sobre sua vida, suas atividades, vida pública e nos diga quem é Júnior Jr?

Júnior Jr: Sou filho de Bonfinópolis, toda minha vida morei aqui, nunca mudei de município, sempre buscando meus objetivos nele e sempre acreditando nessa cidade, estou na vida política desde os meus 7 anos de idade acompanhando meu pai desde quando Bonfinópolis ainda era distrito de Leopoldo de Bulhões, acompanhava meu pai muito na zona rural fazendo visitas e em casa quando criança nas visitas de várias autoridades, lembro do saudoso deputado federal João Natal de Almeida, Dr. Henrique Santillo e eu criança estava ali por perto, acho que foi isso que me fez despertar pela vida pública, meu pai já lutou muito por esta cidade, foi um dos que encabeçaram a emancipação política do município, hoje simplesmente dou continuidade a um trabalho. Na vida pública é meu primeiro mandato mas venho à longas datas buscando sempre o melhor para nossa cidade.


Roberto Lara: O senhor é filiado do PSL a quanto tempo e o que este partido lhe representa?

Júnior Jr: O PSL foi o partido pelo qual eu fui eleito, estou nele a 4 anos onde cheguei através de convite. No momento que decidi me filiar eu estava descrente de política, mas com muito esforço e conversando com amigos eles me trouxeram para vida pública novamente, eu não tinha nem interesse de ser candidato porque vendo pelos noticiários como o homem público esta sendo tratado na sociedade, aquela visão de que política é sinônimo de corrupção me desanimava.

A sigla eu mesmo não escolhi, deixei os meus líderes decidirem. Eu fui conhecer meu presidente do partido estadual quando eu já tinha o mandato em mãos, hoje o presidente é outro, já é o terceiro desde que assumi, quando me filiaram eu conheci só a executiva local, tomei posse em janeiro e em fevereiro que fui buscar as informações e conhecer meu partido, onde que eu estava, hoje venho buscando conhecer cada vez mais o partido, o estatuto, quais os interesses e as metas partidárias.


Fausto Costa: Qual a sua relação com a cidade de Bonfinópolis e porque você quer ser prefeito?

Júnior Jr: O meu relacionamento com a cidade é fácil de dizer, é o melhor possível, eu acho que se fiz algo para atrapalhar a cidade foi contra a minha vontade, contra os meus princípios, toda minha vida eu só fiz lutar pelo município seja na vida pública ou privada, sempre tive comércio em Bonfinópolis, gerando emprego e renda na cidade, procuro sempre comprar aqui, e se tenho uma história dessa, se Deus me deu essa oportunidade da vida pública, assumir um mandato de vereador com uma votação expressiva, então política não deve ser diferente de outras carreiras, temos que segui-la.

Na política já exerci várias funções, coordenador de campanha, fui candidato outras duas vezes, duas derrotas mas todas com votações expressivas, simplesmente faltou a experiência política, fui pego pelo coeficiente eleitoral, nunca desisti, se caia levantava, sacudia a poeira, seguia a estrada.

Na última eleição ganhei com votação expressiva para vereador com quase 10% dos votos, fui presidente da Câmara já nesse primeiro mandato, com essa bagagem, essa experiência, acho que eu não posso me omitir com todo o apoio que o povo está me dando.

É através da política que vamos resolver nossas demandas, não adianta simplesmente cruzar os braços e falar que político é isso, é aquilo. A política não é ruim, não é má, não é corrupta, o homem é que estraga ela. Assim como a arma de fogo, tem que ter um homem mal intencionado por trás dela. Temos que acreditar que ainda tem homens bons neste país.


Sergio Lima: A sua candidatura é irrevogável?

Júnior Jr: Não. Hoje aqui mesmo estamos dizendo que é pré-candidatura, venho me capacitando e buscando desde o dia que assumi como vereador criar uma musculatura para que eu suba de cargo dentro daquilo que estou fazendo, vou buscar fazer o melhor possível para que ocorra tudo da maneira que queremos, mas sabemos que acima de tudo está Deus e o povo que precisa acreditar no meu projeto, e se minhas metas, objetivos e ações estão atendendo os anseios da comunidade.

Se for da vontade de Deus e do povo, se me sentir confortável, sim, não vou me omitir, serei candidato.


Roberto Lara: Caso seja desfeita, o senhor acredita ou descarta a possibilidade de uma futura aliança?

Júnior Jr: Não descarto, estamos num país democrático, não deu para mim eu vou ter que fazer o jogo, eu vou conversar, procurar saber quem tem os melhores projetos para nossa cidade. Quando se refere a vida pública não estamos sozinhos, temos nosso grupo, nossa equipe, não decidimos sozinho, temos que sentar e ver qual é a melhor opção, meu objetivo não é ficar de fora porque eu acho que apoiando um candidato exerço o meu papel de cidadão, com essa bagagem política que tenho, não é o caminho estacionar.

Nós temos que acompanhar a população, seus anseios, eu estou dia-a-dia com ela, tanto na política como no comércio, sempre rodeado de várias pessoas, temos que saber ouvir, porque não somos os senhores da razão, não quer dizer que tem que ser eu, tem que ser o melhor para Bonfinópolis, agora cabe aos candidatos me convencerem disso. Temos que deixar de lado a ambição e buscar o que é melhor. Até peço e chamo a atenção do eleitor para que analise, coloque todos os candidatos como se fosse numa vitrine e escolha o melhor, olhe o perfil, o passado, presente, a capacidade, será uma pessoa que se eleita vai conduzir a cidade, educação, saúde.


Fausto Costa: Qual será seu principal lema de campanha e porque?

Júnior Jr: Meu principal lema de campanha é trazer novidade, trazer a modernidade ao nosso município, trazer novas idéias, um novo jeito de administrar, hoje quem tem um filho não é verdade que em alguns momentos buscamos ajuda deles em se tratando de tecnologia porque algumas vezes eles entendem melhor do que nós?, o tempo passa, não estou aqui para desfazer do que já foi, mas eu acredito muito em novidade, temos que aproveitar a experiência das pessoas com mais idade e adequar a realidade do momento.


Sergio Lima: Todo candidato promete: melhorar educação, saúde, condições de moradia, segurança, quais as suas principais metas, caso venha ser eleito?

Júnior Jr: A principal meta é cumprir as promessas, esse é um dos principais motivos que me leva a por meu nome a disposição como pré-candidato, porque eu também estou cansado dessas mesmas promessas que o povo está. Para ser candidato eu tenho que abrir mão de alguma coisa, hoje eu tenho minha empresa e venho formando uma equipe para cuidar dela enquanto me dedico a vida pública, se você me perguntar se eu gostaria de ser candidato, hoje eu diria que não, sou candidato por necessidade, porque eu não estou vendo em outros nomes aquela disposição e aquela vontade de fazer, falar de nós mesmos é suspeito, é fácil, mas entre todos os pré-candidatos como não está difícil definir, eu me sinto mais capaz, e a palavra chave de prometer é cumprir.

Entrevista realizada na Rádio Líder FM Bonfinópolis - GO em 02/2016

Postagens

Anterior
« Anterior
Próxima
Próxima »

Comente com o Facebook: