Vereador de Caldazinha é preso

23.8.17

A Polícia Civil prendeu, nessa terça-feira (22), Waldemar Marques Esteves, vereador do município de Caldazinha, suspeito de comercializar queijo curado impróprio para consumo. Segundo o delegado Webert Leonardo, titular da Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), o queijo era produzido de forma clandestina em uma casa situada ao lado do laticínio de Waldemar, em total desrespeito às normas sanitárias vigentes.

Produto era fabricado ao lado do laticínio do parlamentar. Derivado do leite tinha mofo, larvas e insetos

A operação da Polícia Civil, que teve apoio da Agrodefesa e da Polícia Técnico-Científica, identificou grande quantidade de queijo vencido. “O queijo que era ralado tinha larvas e mofo e estava armazenado num lugar muito sujo”, contou o delegado. Parte do queijo ralado já estava embalada para repasse aos supermercados.

Waldemar foi autuado pela prática de crime contra as relações de consumo, cuja pena pode chegar a cinco anos de prisão. A Agrodefesa efetivou o procedimento administrativo correlato. Ao todo, foram apreendidos e inutilizados aproximadamente 500 quilos de produtos impróprios para o consumo.
Waldemar em 19/12/2016, dia em que foi diplomado vereador por Caldazinha 

Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
_______


Blog O Centroeste
ENVIE SUA SUGESTÃO DE PAUTA OU DENÚNCIA: faustocm28@gmail.com

Trabalhamos com Assessoria Comunicação, Cobertura Fotográfica & Jornalística
Publicamos Editais, Editoriais, Publieditoriais, artigos e notas
http://www.ocentroeste.com.br/p/contato_4.html

Inscreva-se


TWITTER

Curta a FanPage

Postagens

Anterior
« Anterior
Próxima
Próxima »

Comente com o Facebook: